Base científica

Investigação Bella Aurora

As manchas brancas afetam em média 2% da população mundial, e até agora não tinham um tratamento eficaz. A Bella Aurora conseguiu bloquear a sua causa e ajudar a repigmentar a pele.

Uma descoberta sobre a hipopigmentação: a inibição daproteína MIA

Os Laboratórios Bella Aurora, juntamente com o investigador e dermatologista Dr. Matteo Bordignon, descobriram um novo fator que desencadeia a hipopigmentação, e a fórmula cosmética para o tratar. O resultado consistiu num mecanismo de ação totalmente inovador que, pela primeira vez, consegue bloquear a proteína responsável pelas manchas brancas e devolver a pigmentação à pele.

A proteína MIA, uma nova causa

O Dr. Matteo Bordignon publicou em 2013 a descoberta de uma nova molécula responsável pelas manchas brancas: a proteína MIA. Produzida anormalmente pelos melanócitos, as células que intervêm na pigmentação da pele, a proteína MIA1 destrói a sua fixação à membrana basal, causando que se desprendam e se dirijam para as camadas externas da pele, acabando esfoliados juntamente com outras células da epiderme, criando as manchas despigmentadas. Segundo esta hipótese, os melanócitos não são destruídos, simplesmente desaparecem por esfoliação1. Em 2020, um modelo experimental confirmou definitivamente esta descoberta2.

1. O melanócito segrega a proteína MIA e desencadeia o desenvolvimento das manchas brancas.

2. A proteína MIA quebra a união do melanócito à camada basal.

3. O melanócito desprende-se e origina a formação das manchas despigmentadas.

Um tratamento cosmético inovador

O peptídeo Repigma12, a solução que bloqueia a proteína MIA

O Repigment12, uma formulação exclusiva desenvolvida pela Bella Aurora, com patente própria, é o primeiro tratamento cosmético do mundo contra os efeitos da proteína MIA, o que lhe permite, além de refrear o desenvolvimento das manchas brancas, eliminá-las. O seu princípio ativo consiste no peptídeo Repigma122, uma sequência de 12 aminoácidos que penetra através da pele até à camada basal e adere à proteína MIA, impedindo que esta se ative e quebre as fixações dos melanócitos.

Com a proteína MIA inativada, os melanócitos mantêm-se estáveis e, através da fototerapia (com luz solar e/ou UV artificial), permitem uma total repigmentação da zona afetada.

Comunicações e conferências

Referências

1. Bordignon M, Castellani C, Fedrigo M, Thiene G, Peserico A, Alaibac M, et al. Role of alpha5beta1 integrin and MIA (melanoma inhibitory activity) in the pathogenesis of vitiligo. J Dermatol Sci. 2013 Aug;71(2):142-5.

2. Bordignon M, Luisetto R, Valente ML, Fedrigo M, Castellani C, Angelini A, et al. Melanoma Inhibitory Activity (MIA) Is Able to Induce Vitiligo-Like Depigmentation in an in vivo Mouse Model by Direct Injection in the Tail. Front Med (Lausanne). 2020 Aug 21;7:430.

“Desenvolver o Repigment com a Bella Aurora foi uma experiência empolgante: no final acertámos na fórmula que repigmenta e consegue devolver à pele a sua cor natural.”

Dr. Matteo Bordignon e Sergi Hernández, Fundamental Research Manager da Bella Aurora

Inovação

Repigment, um tratamento cosmético revolucionário

O novo tratamento cosmético para as manchas brancas está formado pelo creme Repigment12, que contém o peptídeo Repigma12 para inibir a proteína MIA, e pelas cápsulas RepigmentSun, um complemento alimentar que prepara a pele para a exposição solar ou para a radiação UV.

Recomenda-se aplicar o creme duas vezes por dia nas zonas afetadas, acompanhado pela ingestão de uma cápsula diária. O tratamento cosmético tem de ser acompanhado por uma exposição solar natural, evitando sempre as queimaduras, ou por terapia com cabinas de radiação UVA ou UVB duas vezes por semana, para promover a atividade, reprodução e mobilidade dos melanócitos, e conseguir a repigmentação total da pele. Recomenda-se a supervisão constante do tratamento cosmético por um profissional da saúde.

Contamos-lhe tudo o que necessita de saber sobre a aplicação do Repigment.

82% dos pacientes consegue repigmentar as suas manchas brancas.

Os estudos clínicos até à data, desenvolvidos com 15 pacientes que apresentavam hipopigmentação, demonstraram uma resposta positiva em 82% dos casos1.

Evolução da pele em pacientes que seguiram o tratamento cosmético Repigment complementado com fototerapia. Imagens com luz de Wood realizadas na clínica dermatológica do Dr. Matteo Bordignon.

Eficácia a partir dos 3 meses

Excelente tolerância cutânea

Tem dúvidas sobre as manchas brancas da pele?

Nós resolvemo-las em 24 horas.

Resolvemos todas as suas dúvidas

Consulte as recomendações acerca do novo tratamento cosmético e da hipopigmentação.

Olá! O que é que podemos fazer por si?

Preencha o seguinte formulário e indique-nos o motivo da sua consulta para que possamos oferecer-lhe a melhor assessoria.